Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de abril de 2017

O STF É RIDÍCULO

A decisão de ontem do Supremo Tribunal Federal (STF) chega às raias do ridículo!

Sport Recife, único campeão brasileiro de 1987 é a piada destes "ministros" de toga!

Levaram 30 anos para tomar uma decisão errada!

Depois que a CBF disse que não iria realizar o Brasileirão de 1987, treze grandes clubes decidiram que eles bancariam a competição e correram atrás de patrocínios. Conseguiram!

Depois, os "notáveis" Octávio Pinto Guimarães e Nabi Abi-Chedid, eméritos mandatários da CBF (ninguém sabia quem mandava mesmo lá) decidiram pegar uma caroninha no sucesso alheio e inventaram os tais de Módulo Verde e Módulo Amarelo.

O Amarelo era, nada mais, nada menos, que a Segunda Divisão.

E esses cartolas nada ilibados definiram que haveria um cruzamento, através de um quadrangular, para definir o campeão brasileiro de 1987.

O Clube dos 13 não aceitou, é claro, pois sua competição já havia começado. Vale mudar a regra no meio da competição?

O quadrangular não aconteceu, pois Flamengo e Internacional se recusaram a disputar, respeitando a decisão do Clube dos 13.

Os pilantras da CBF resolveram, então, que o Sport Recife era o campeão de 87.

Nem em Portugal o campeão da segundona é considerado Campeão Nacional.

Os portugueses devem estar atônitos. Devem achar que brasileiro é maluco.

Alguém aí sabe escalar aquele time do Sport?

Alguém sabe o nome de algum jogador daquela valorosa equipe, fora um tal de Zico, xará de apelido do Galinho?

Olha aí a foto do Sport "campeão". Alguém sabe o nome de pelo menos uma destas figuras?

Nem tudo que é legal, é moral.

A decisão mais razoável seria, no máximo, declarar Flamengo e Sport Recife como campeões brasileiros de 1987.

Então, ficamos na seguinte situação: Flamengo, campeão de fato e Sport campeão de direito...

O Flamengo ganhou na bola e o Sport ganhou no tapetão.

Cada vez mais, com suas decisões o STF vai perdendo a credibilidade e o respeito da nação brasileira.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

SÓ PARA LEMBRAR: PERDEMOS PARA UM TIME DA SEGUNDONA

Deixei o Cariocão começar e chegarmos ao jogo contra o Vasco, para poder falar alguma coisa sobre o nosso time, sob o comando do Muricy Ramalho.

O Flamengo começou tropeçando com o empate em 1 x 1 com o Boavista.

Depois ganhou, com facilidade, do Macaé (2 x 0) e da Portuguesa (5 x 0).

Até aí, tudo normal.

Aí encaram o Vasco sem o menor sangue nas veias, num jogo cheio de erros de passe, igualzinho o ano passado, e os jogadores ainda se acham no direito de deixar o gramado de São Januário se negando a dar entrevistas, ou seja, nada de dar satisfações à torcida.

Na coletiva o Muricy diz que "erramos muito, deixamos a desejar e nossa criação não foi boa".

Até quando Muricy vai aturar o Fla?
Ganhar o que ele ganha para falar o óbvio?

E o que ele fez para acertar isso durante o jogo?

No gol do Vasco, legítimo, por sinal, gostaria de saber porque a defesa parou?

Por que Wallace e William Arão ficaram de bracinhos levantados?

Por que todo mundo ficou parado olhando?

Juan está velho e não acompanha mais atacantes rápidos. Por três vezes, podendo dominar, girar em cima do adversário e sair jogando, preferiu mandar a bola pela lateral. Lance típico de quem não está confiante.

Márcio Araújo continua enrolando, perdendo divididas e ainda é titular. Por que?

Sheik tem muita raça, mas quer resolver tudo sozinho. Quando não consegue, cava faltas.

Rodinei e Jorge, nossos bons laterais, não têm o menor apoio na hora em que atacam. Ficam isolados... Cadê o técnico que não viu isso o jogo todo?

Guerrero só se preocupa em reclamar, cavar faltas e trocar cotoveladas com os zagueiros.

Esse peruano já está enchendo o saco, pois todo jogo "cava" cartões, sejam amarelos ou vermelhos.

Se não está armando para jogar menos vezes, então é um desequilibrado.

Ou seja, não sei até quando Muricy vai insistir com o Flamengo ou aturar a falta de profissionalismo dos jogadores, algo que os dirigentes não cobram.

Não sei quando ele vai desistir do Flamengo.

Ou os jogadores se portam em campo como profissionais ou a Nação deve se preparar para outro ano daqueles...

Perdemos do Vasco, de novo!

Só para lembrar: perdemos para um time da Segundona.

Domingo tem Fla-Flu...

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

MENINOS, EU VI!

Meninos, eu vi!

Vi meninos jogando feito gente grande, ostentando o Manto Sagrado rubro-negro, no histórico Estádio do Pacaembu, lotado, com a maior parte da torcida em preto e branco, "meu"!

Diga-se de passagem, que apesar de ocuparem a maior parte da arquibancada, os gambás são apenas a segunda maior torcida do Brasil e a quarta ou quinta do mundo.

Meninos, eu vi!

Zé Ricardo, técnico
campeão da Copinha
Vi um time Sub-20 do Flamengo se comportando como muitos profissionais não se comportam, durante toda a Copa São Paulo de Futebol Júnior, e chegar à final contra o "poderoso" Corinthians, cuja torcida achava que teria moleza.

Tá me tirando "mano"?

Isso aqui é Flamengo!

Vi o time flamenguista ir para o vestiário, no intervalo, perdendo por 2 x 0, de cabeça erguida, pois estava jogando sério e seguindo à risca as ordens táticas do treinador Zé Ricardo, este, mais uma grande revelação rubro-negra.

Com menos de dois minutos do segundo tempo, o Flamengo teve um gol, marcado por Paquetá, anulado pelo bandeirinha, por um impedimento inexistente.

Meninos, eu vi!

Ninguém se abateu. Pelo menos não demonstrou abatimento...

Matheus Sávio
comemora o gol de empate
A rapaziada da Gávea se encheu de brio e partiu pra cima da gambazada, organizadamente, e, com gols de Trindade e Matheus Sávio, empatou em 2 x 2 uma partida que só quem não é Flamengo achava que estava perdida.

Isso tudo aconteceu em apenas oito minutos!

E aí eu vi o sol escaldante maltratar os jogadores, que não se deixaram abater, não ficaram de cabeça quente, não perderam o foco e a vontade de serem campeões. Jogaram sério e com raça, até o apito final.

Foram para a disputa de pênaltis e o Flamengo venceu a Copinha pela terceira vez.

De quebra, o atacante Thiago Vizeu foi escolhido o melhor jogador da competição.

Tem muita gente boa para o Muricy aproveitar no time de cima do Mengão.

Depois eu vi que os "mano" foram pra casa chorando e incrédulos...

Bem que tentaram ajudar o Curintia, mas a taça foi para a Gávea.

Meninos, eu vi!

E quem viu, nunca mais vai esquecer estes meninos do Flamengo!

domingo, 24 de janeiro de 2016

LEVAMOS SEIS GOLS EM APENAS DOIS JOGOS

Coitado do Muricy!

Levamos seis gols em dois jogos!

E jogamos contra dois timecos.

Quero só ver como ele vai ajeitar essa defesa do Flamengo.

Vai ter que fazer mágica ou o clube terá que investir em um ou dois bons zagueiros, com urgência.

Muricy quer um zagueiro de alta qualidade
Vamos gastar, presidente!

Até o goleiro, Muralha, que estreava, levou um frangaço, na derrota de 3 x 1 diante do Santa Cruz, em Recife.

Guerrero, pra variar, passou em branco.

Gabriel jogou bem e com seriedade.

O time é que não se acertou ainda, do meio para a frente, mas demonstra que tem potencial.

Parece que estou falando bobagem, mas não estou.

A qualidade, do meio pra frente, repito, existe, mas continua faltando raça e compromisso a todos os jogadores rubro-negros.

Vergonhoso!

Mas a defesa... Não vejo futuro.

Vamos ver por quanto tempo o técnico Muricy Ramalho se segura no cargo.

Se ele ver que o comportamento dos jogadores não vai mudar, vai cair fora.

E olha que o ano está apenas começando.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

MESMOS DEFEITOS E POUCAS NOVAS QUALIDADES

Coitado do Muricy Ramalho...

No empate de ontem, no amistoso diante do Ceará, por 3 x 3, o treinador viu o Flamengo cometer os mesmos erros de passe e de posicionamento da defesa, do ano passado.

Como o Flamengo erra passes!

E como nossa defesa bate cabeça!

E olha que perdíamos por 2 x 0 e viramos para 3 x 2.

Na disputa de pênaltis, Guerrero perdeu o dele e deu a tal da Taça Asa Branca, que não vale coisíssima nenhuma, ao Ceará.

Aliás, pela Seleção do Peru, Guerrero perdeu os dois últimos pênaltis que cobrou.

Voltando a falar de nossa defesa o pessoal continua batendo cabeça.

Mancuello parece que vai ser "o cara", em 2016
Juan tá velho e não consegue acompanhar atacantes rápidos.

Wallace foi responsável direto por dois gols adversários.

Jorge subia bem ao ataque e esquecia de voltar.

Aí fica bem complicado...

Emerson Sheik, pra variar, foi o destaque do jogo, junto com o estreante argentino Mancuello.

Se fora de forma, jogando só o segundo tempo, o hermano mostrou que tem uma tremenda visão de jogo e deu belos passes, imagino como jogará quando estiver fisicamente inteiro.

Tomara, né?

Esta é a esperança da Nação.

De resto, falar o quê de um time que só treinou quinze dias e ainda não está em forma?

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

LEIAM E ENTENDAM

Na linha última postagem, acho que não fui compreendido por um pequeno grupo de flamenguistas.

Acho que não entenderam o que escrevi ou não sabem ler mesmo.


Me crucificaram, alegando que eu era da "Turma do Parquinho", viúvo da Patrícia Amorim e que não entendia nada de finanças.

Em nenhum momento falei em finanças.

Falei apenas da posição politica, que considero errada, do Flamengo, dentro da FFERJ.

Temos que brigar lá dentro e não espernear aqui fora. Isso não adianta nada.

Deu nesta vergonha, do nosso presidente ter que voltar atrás por pressões da TV Globo.

Eduardo Bandeira de Mello, a quem apoio pela bela atuação administrativa e financeira, tem que esquecer o seu lado pessoal e pensar apenas no Flamengo, que está acima de todos nós.

Não sou (e nunca serei) sócio do Flamengo, exatamente para não participar de nenhuma corrente política do clube e ter a liberdade de falar o que quiser, mesmo que alguém, ligado a qualquer grupo ou grupelho, considere errado.

Sou (e quero continuar sendo) um mero torcedor, que quer ver títulos rubro-negros, até de futebol de botão.

Só acho que as pessoas deveriam ser menos radicais e ter educação ao criticar opiniões diferentes. 

Aliás, estas críticas são bem vindas e fazem parte da democracia em que vivemos e não de uma ditadura que poucos tentam impingir a todos, dentro do clube.

Saudações Rubro-Negras.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

ACABOU A PALHAÇADA

Estou voltando de meu "merecido" descanso e vou logo falando de um assunto que cheguei a comentar antes.

De que adiantou o presidente Eduardo Bandeira de Mello ficar putinho, fazer beicinho e dizer que o Flamengo não iria jogar com o time titular no Cariocão 2016?

Na verdade, ele estaria prejudicando toda a torcida, porque foi xingado (e parece que também xingou e tentou partir para a agressão) pelo presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, Rubens Lopes, durante uma reunião.

Erraram os dois.

Quer dizer, toda uma Nação seria prejudicada porque o presidente do Flamengo decidiu não mais frequentar a Federação e retaliar dizendo que iria entrar e campo com o time reserva.
Bandeira fez beicinho, esperneou,
 mas teve que ceder ao poderio Global

Bastou a TV Globo, que paga uma grana alta pelos direitos do Campeonato Carioca, fazer uma pressão, que tudo mudou.

Acabou a palhaçada!

O Mengão, ainda bem!, vai completo para o Campeonato Carioca.

Fazer algo diferente disso seria ir contra a história. Foi graças ao Carioca que o Flamengo conseguiu formar toda sua fama e construir a maior torcida do Brasil e do Mundo.

Beicinho e cara feia não resolvem nenhum problema, presidente Bandeira.

Por seus motivos pessoais você iria prejudicar um clube, que é muito mais importante que qualquer dirigente ou torcedor.

E tem mais!

O Flamengo não pode ficar de fora das assembleias da Federação. Tem que se fazer representar, votar e fazer suas propostas, senão não poderá reclamar de tudo que for decidido.

Chega de omissão!

Ou seja, Eduardo Bandeira de Mello, eu, ou qualquer rubro-negro, não são nada, diante do Flamengo!

Aliás, só somos o que somos graças ao Flamengo.

Deu para entender, Bandeira?

Se não deu, pense bem quem você era antes de cair de paraquedas e virar presidente do Flamengo.

Apenas um mero desconhecido, certo?

Me desculpem os que discordam, mas eu acho o Campeonato Carioca importantíssimo!