Total de visualizações de página

domingo, 31 de agosto de 2014

15 PONTOS EM 15

Depois da quinta vitória seguida, desta vez diante do próprio Vitória, por 2 x 1, o Flamengo já está em nono lugar no Campeonato Brasileiro.

Nesta partida diante dos baianos foi possível fazer algumas constatações:

1 - Desde que ganhou a vaga de titular, antes mesmo do Hernane ser vendido, o Alecsandro não tem sido o mesmo jogador de quando chegou, Tá faltando aquela disposição a mais... Pelo menos bateu muito bem o pênalti que garantiu mais três pontinhos para nós. Apesar de tudo, é nosso artilheiro do ano, com 17 gols.

2 - O Leonardo Moura, o "velhinho", tem uma importância fundamental para o desempenho da equipe. Ele jogando bem, o time vai bem.

3 - Vai ficar difícil para o Vanderlei Luxemburgo decidir quem vai ser  companheiro de Wallace na zaga. Samir ou Marcelo, que também vem batendo um bolão e ainda fez o primeiro gol do jogo?

4 - O Paulinho não é nem sombra do que foi ano passado. Seria falta de preparo físico ou acabou a confiança para arriscar mais?

5 - O Everton é o motorzinho  do time, mas precisa aprender a finalizar melhor.

6 - O Canteros é um dos jogadores mais importantes da equipe. Seu futebol não aparece muito para a torcida, mas ele é muito eficiente na defesa e também no apoio ao meio campo rubro-negro.

7 - Se o Vanderlei Luxemburgo conseguir manter a equipe nas rédeas, mostrando aos jogadores que o time não é lá essas coisas e precisa ser humilde e aplicado, não duvidem que podemos até beliscar pelo menos uma vaga na Libertadores.

Caso contrário, corremos o risco até de sermos rebaixados.

Exagero meu?

Nada disso, o Flamengo deste ano já mostrou que ou é céu ou é inferno. Não acredito em "mais ou menos".

Juan, até hoje, ídolo flamenguista
Quem deve ter acabado o jogo deste domingo muito feliz foi o lateral esquerdo Juan, do Vitória. Ídolo no Flamengo, onde conquistou vários títulos, incluindo o Brasileirão de 2009.

Ele acabou perdendo o pênalti (muito bem defendido pelo Paulo Victor), que poderia ter dado o empate aos baianos e teve seu nome gritado pela torcida do Flamengo, como antigamente.

Deve ter sido emocionante para ele...





(21) 2578-0405   (21) 99976-8779.

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

PIROU, LUXEMBURGO?

Voltemos ao assunto das invenções do Luxemburgo, na derrota para o Coritiba.

Colocar o Samir de lateral esquerdo é maluquice. Ele é um dos melhores zagueiros do Brasil e não é lateral.

Tirar o Luís Paulo, que vinha subindo de produção é outra loucura.

Poupar o Leonardo Moura, devido à sua idade, até entendo.

Colocar o Eduardo da Silva logo de cara, quando sabemos que ainda não entrou em forma e não aguenta 90 minutos em campo, é não ter bom senso.

Os demais tinham que jogar.

Perder uma partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil é que causa muita "confusão", Luxemburgo.

O time vinha bem, a torcida exige títulos e, agora, ganhar a Copa do Brasil, que poderia ser relativamente tranquilo, virou um sonho quase impossível.

O Luxemburgo precisa enfiar na cabeça que a derrota para o Coritiba não é o de menos, como ele pensa.

Isso desestimula a torcida, diminuindo a bilheteria do jogo de volta, e causa impacto no sócio-torcedor.
Vamos jogar no sapatinho...

Quanto dinheiro o Flamengo vai perder com isso?

Sei que o Vanderlei é um cara inteligente, mas a declaração dele de que o que interessa é o Brasileirão, é digna de um burro idiota.

Vamos ser humildes, jogar no sapatinho, mantendo o que está dando certo, Vanderlei!





(21) 2578-0405
  (21) 99976-8779

AGORA FICOU DIFÍCIL

Todo técnico tem a mania de inventar,  principalmente quando o time está bem.

E o Vanderlei Luxemburgo resolveu dar uma mexida geral na equipe, diante do Coritiba, pela Copa do Brasil, lá no Couto Pereira.

A desculpa foi poupar alguns titulares. 

Tem que poupar nada. Ganham muito bem e têm que jogar.

Conclusão: perdemos para o Coxa por 3 x 0.

Agora o nosso treinador cismou que o Samir vai ser um ótimo lateral esquerdo.

Luxa, para de inventar!
Duvido muito e espero que o Vanderlei não seja teimoso.

O Samir é, atualmente, um dos melhores zagueiros do Brasil e, com apenas 19 anos, a tendência natural é melhorar ainda mais.

Viram que o Samir não foi nada bem diante do Coritiba? Até que segurou na defesa, mas mal apoiou o ataque.

O Marcelo, que vinha sendo um zagueiro bem regular nos últimos jogos foi quem mais se enrolou e danou a fazer besteira, o que ajudou bastante o ataque do time paranaense, a ponto de ainda cometer um pênalti.

Mugni, pra variar, não jogou nada.

Eduardo da Silva, enquanto teve fôlego e levou uma joelhada nas costas, era o único lúcido em campo, mas não tinha quem o ajudasse.

Agora ficou muito difícil reverter o quadro na quarta-feira que vem, no jogo de volta, no Maraca (é nosso).

Não digo que seja impossível, pois com o Flamengo tudo pode acontecer, mas que eu duvido de uma classificação, duvido e muito.

Antes, porém, no domingo, temos um jogo no Barradão, em Salvador, contra o Vitória, lanterna do Brasileirão.

E não é pelo adversário estar em último lugar que os jogadores do Flamengo vão entrar em campo relaxados.

Vamos ficar ligados, pois a vitória é uma obrigação, mas tem que haver seriedade da equipe.

domingo, 24 de agosto de 2014

ÊTA ROTINA BOA!

Flamengo 2 x 0 Criciúma.

Puxa vida, há quanto tempo não conseguíamos quatro vitórias seguidas!

Êta rotina boa!

Luxemburgo tá acertando
O Vanderlei Luxemburgo tá conseguindo arrumar o time que, a cada partida, joga um pouquinho melhor.

Não é nenhuma maravilha, mas dá para almejar algo de bom neste Brasileirão.

Afinal de contas, o nível de alguns times pode até ser acima do nosso, mas eles também podem tropeçar pelo caminho.

O Eduardo da Silva está quase em forma e sempre deixando seu golzinho.

Em breve deverá assumir a titularidade.

Ele tem o que mais este time precisa, que é a qualidade no passe, sem falar que finaliza como poucos.

Mesmo com os resultados aparecendo, o elenco rubro-negro tem que seguir trabalhando com seriedade e ter a consciência de que, como já falei, não é nenhuma maravilha.

Se subir no salto alto, voltamos para o rebaixamento.

Nossa equipe não é de estrelas, é um time de operários, que precisa levantar um novo muro todos os dias.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

ISSO É O FLAMENGO!

A vitória desta quarta-feira, por 2 x 1, de virada, sobre o Atlético Mineiro, no Maraca (é nosso), mostra exatamente como a torcida quer ver o Flamengo na fase atual.

Sabemos que o elenco é fraco.

Sabemos que o Luxemburgo tem que fazer milagres.

Mas sabemos, também, que é preciso ter garra, espírito de equipe, amor à camisa e, principalmente, a torcida no cangote dos jogadores.

Sem a torcida, não sei se ganharíamos do Galo. Foram mais de quarenta mil rubro-negros nas arquibancadas.

O time está bem postado na defesa. Tem sido obediente às ordens do Pofexô.

O Marcelo tem se mostrado um excelente zagueiro e pode até criar problemas para a volta de Samir, para mim um futuro defensor de Seleção Brasileira.

O Paulo Victor fez uma defesa dificílima no finzinho do jogo, evitando o empate dos mineiros.

E como tem recolocado bem a bola em jogo...

O gol que levamos do Atlético foi daqueles onde o atacante corre demais, não dribla, mas os marcadores se enrolam e não conseguem impedir que a bola entre.

Ganhar de virada é mais gostoso, né?

Eduardo comemora seu gol diante do Galo
O Luxemburgo foi iluminado nas substituições, tirando o inoperante Arthur (quem contratou esse cara?) e colocando o Eduardo da Silva, que sofreu pênalti em sua primeira jogada.

O Leonardo Moura bateu mal o pênalti, mas tivemos a sorte de ver a bola entrar e empatarmos o jogo.

Pô, de vez em quando temos que ter sorte, né?

O Lucas Mugni, que eu sempre digo que é o único jogador argentino sem sangue que conheço, até que jogou muito bem, ao entrar no lugar do Márcio Araújo.

Depois, de novo, funcionou a dobradinha. O João Paulo cruzou da esquerda, para mais um gol de cabeça de Eduardo da Silva.

O Eduardo ainda não está em forma, mas quando estiver, vai virar titular absoluto deste time.

Ele é o craque que  Flamengo está precisando para dar alguma qualidade ao time.

Bem, agora são três vitórias seguidas.

Não desistir nunca.

Isso é o Flamengo!

Domingo, podemos vencer a quarta lá em Criciúma, pois o time da casa não é muito regular e está atrás da gente.

domingo, 17 de agosto de 2014

COMO TIME PEQUENO, SEREMOS SALVOS

Jogando como time pequeno, o Flamengo se salvará do rebaixamento.

É uma pena, mas essa é a nossa dura realidade.

Neste domingo derrotamos o Coritiba, fora de casa, por 1 x 0.

Não foi nenhum gol de jogada trabalhada. Foi apenas uma roubada de bola do Éverton, num vacilo da defesa paranaense, que resultou no gol da vitória.
Luxemburgo optou por fechar a defesa

Foi nossa primeira vitória como visitantes.

Este é o mérito de Vanderlei Luxemburgo.

Ao ver que o elenco era fraco e oscilante e que a diretoria não iria fazer grandes contratações (ou por falta de dinheiro ou por falta de capacidade), abriu mão de jogar bonito, decidiu montar a equipe muito bem fechada na defesa e exigir o máximo de disciplina tática.

Taí, está dando certo!

Jogando como time pequeno, muito bem postado na defesa, Vanderlei conseguiu 3 vitórias e apenas uma derrota, todos os jogos com o placar de 1 x 0.

Em quatro jogos só levamos um gol.

Agora estamos fora da Zona de Rebaixamento e o que vier daí em diante é lucro.

Só não podemos é cair para a Segundona.

Esta não é a sina do Flamengo.

O torcedor rubro-negro não está acostumado a perder.

Muito pelo contrário, estamos mal acostumados com muitos títulos e vitórias.

A gente fala do time, mas com essa fraca diretoria que está aí, devemos até levantar as mãos para o céu...

Deixo claro que a diretoria é fraca em termos de futebol.

Quarta-feira encaramos o Atlético Mineiro, no Maraca (é nosso).

Vamos ver no que vai dar...

domingo, 10 de agosto de 2014

ARRUMADINHO

Finalmente, vendo o Flamengo jogar diante do Sport Recife, na vitória por 1 x 0, deu para constatar que o time está um pouco mais arrumadinho.

Não é nada demais. Não é nenhum esquadrão rubro-negro, mas, repito, está arrumadinho, com o pessoal mais bem distribuído em campo.

O problema é a tal da ansiedade, que faz com que os jogadores do Flamengo errem passes em demasia.

Não podemos esquecer, é claro, da falta de qualidade técnica de alguns jogadores.

E da inutilidade de outros, como o Mugni, apesar dele ser um bom jogador. Esse ainda não acertou no Flamengo.

Só consegui ver mesmo o segundo tempo do jogo e deu para constatar que o Alecssandro não está numa boa fase.

Agora eu pergunto: por que foram vender o Hernane por alguns trocadinhos, no momento em que mais precisamos de um finalizador que simplifique as coisas?

Do qualquer maneira o gol do Eduardo da Silva mostrou que ele sabe das coisas.

Não deu uma cabeçada qualquer.

Estava de olhos abertos e mandou a bola para dentro da rede bem onde o goleiro não alcançaria.

Não podemos nos iludir.

Não seguramos mais a lanterna, porém ainda estamos na zona de rebaixamento.

O Luxemburgo ainda tem muito o que fazer.

Pena que o material humano que tem em mãos seja tão ruim e atrapalhe demais o seu trabalho.

Domingo, temos um jogo dificílimo, no Paraná, contra o Coritiba.

Valha-me São Judas Tadeu!