Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de agosto de 2017

RUEDA 2018

Prezada Nação Rubro-Negra, mais uma vez, é hora de termos paciência, assim como tivemos ao esperar que o clube acertasse suas questões administrativas e financeiras, para poder fazer grandes contratações.

O novo técnico Reinaldo Rueda dificilmente irá fazer um milagre repentino no time do Flamengo, apesar do excelente material humano que tem nas mãos. Sabemos que ele é um técnico durão com os atletas. Cobrança não vai faltar.

Pode até ser que isso aconteça, pois sabemos como é o futebol.

Ele chega num momento difícil, no meio de uma bagunça tática e técnica, onde é praticamente impossível a conquista do Brasil
Rueda é considerado um dos melhores técnicos do mundo
eirão, de tantos vacilos que demos.

Não esperem e nem cobrem do Rueda resultados imediatos.

Nos resta torcer para que o colombiano nos leve pelo menos à uma conquista para salvar este ano: Copa do Brasil ou Sul-Americana. Quem sabe as duas?

Existem algumas questões que o Rueda precisa resolver a curto e médio prazo:

1 - Conseguir com que Éverton Ribeiro e Diego, dois grandes meias, consigam se entrosar melhor. Isso acontecendo, já daremos um passo gigantesco.

2 - Achar uma dupla de volantes que funcione (sem o Márcio Caramujo, é claro). Ele terá que melhorar as performances de Rômulo, Willian Arão e Cuellar, que são bons, mas não andam em uma fase favorável.

3 - Corrigir as sucessivas falhas de nossa defesa.

4 - Fazer com que o time crie mais no ataque e não se restrinja aos cruzamentos. Depois do Atlético/GO, lanterna da competição, o Flamengo é o time que mais cruza na área adversária e só marcou seis gols desta maneira.

5 - Acertar a pontaria do pessoal. Quando o Flamengo consegue criar uma boa jogada, lá vem alguém e perde um gol feito, por displicência, excesso de confiança ou seja lá o que for.

Será que ele vai conseguir fazer tudo isso em pouco tempo?

Duvido muito, mas adoraria que isso acontecesse.

Vamos dar tempo de trabalho a ele, que sabemos ser competente, e não vamos cobrar resultados rápidos.

Na verdade acredito que o Rueda irá aproveitar esses meses finais do ano para preparar uma equipe arrasadora em 2018.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

O ZÉ SE ENROLOU

Tava na cara que o Zé Ricardo sairia do comando do time rubro-negro.

A derrota inexplicável para o Vitória, por 2 x 0, em plena Ilha do Urubu foi o ponto final.

Não considero o Zé um mau técnico e sou contra esse negócio de trocar toda hora.

Mas, infelizmente, não tinha outra alternativa para o clube, que já se despediu de ser campeão brasileiro este ano. A pressão da torcida era grande e com a Nação não se mexe.

Fez ótimos trabalhos nas categorias de base e levou o Flamengo a um quase título brasileiro no ano passado.

O que fica difícil de entender é como, com um material humano que tinha atualmente, ele não conseguisse armar um time, um esquema tático, nada!

Se enrolou demais.

E ainda insistia no Márcio Caramujo.

Depois daquela pixotada do Willian Arão, que acabou no gol dos baianos, vi que a panela tinha virado de vez.

Agora, é esperar que o novo técnico transforme o Flamengo no time que ele pode ser.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

ESQUEÇAM O TÍTULO BRASILEIRO

Em menos de uma semana, perdemos duas vezes de virada para o Santos.

Agora, estamos há 15 pontos dos Gambás e podemos esquecer o título brasileiro.

Pelo menos se continuarmos perdendo jogos dessa maneira. Dominamos, marcamos gols (apesar de perder muitos) e entregamos.

Nossa defesa está caótica! Nos sete últimos jogos, O Fla levou treze gols!

O pior é que os gols que levamos são praticamente iguais. Ou em bolas cruzadas dentro da área ou em bolas lançadas no meio dos zagueiros.

Não é só a defesa que falha. Nosso ataque, repito exaustivamente, perde muitos gols.

Diego tirou quatro pontos do Flamengo
Só o Diego, perdendo um pênalti contra o Corinthians e desperdiçando outro gol feito diante do Santos, nos tirou quatro pontos. E ainda tem torcedor que, depois de lances bizarros ainda gritam o nome dele. Têm que xingar, cobrar!

E a culpa é só do Zé Ricardo?

É dele também, que não arruma o nosso setor defensivo e insiste nesse tal de Márcio Caramujo.

O Zé vai acabar rodando abraçado com o camisa 8, a quem ele tanto ama.

Pelo investimento que o clube fez com jogadores de altíssimo nível, essa campanha está ridícula.

Vexame em cima de vexame, sem falar da melancólica eliminação da Libertadores.

Sinceramente, não sei mais o que falar deste Flamengo estrelado, que joga como um time mediano.

Apenas temos lampejos de timaço e, quando isso acontece, os adversários tremem.

Falta regularidade ao Flamengo.

Eu queria tanto fazer uma coluna falando bem do time...